terça-feira, 4 de dezembro de 2007

posição 69

Estive entrando em parafuso. A vida é mesmo uma loucura. Num dia você faz declarações mil na chuva gelada estragando sua chapinha por ele! No outro ele te chuta. Qual o problema dos homens? Quer dizer, você tem tanta certeza que ele te ama que seria capaz de perdoar uma traição. Quando na verdade no outro dia ele termina por pura falta de tempo. Balela! Ele ta afim de outra. Tem uma loira na parada. Sabia que aquela mensagem era algo. Não era a prima dele de São Paulo. É amiga, fomos enganadas! Dormimos com ele e acordamos com um monstro que resolveu não ligar porque esteve muito ocupado no trabalho. Isso é um chiste! Quem ele pensa que é? Eu deveria dar um fora nele por olhar pra bunda da garota gorda que passou na nossa frente no shopping. Eu que deveria chuta-lo por me deixar num sabado a noite em casa enquanto ele tá numa pelada com os amigos. É meu bem, acontece que os temos na mão. Ele não quer sexo só com vagabundas. Ele quer sexo com a menina que quer se casar. Ele gosta de um cineminha no sabado a noite. E faz um esforço pra falar que sua sogra adorou a sua roupa. Quando na verdade ela achou indescente. Ele te liga de madrugada chorando porque seus pais estão em pé de guerra. E você? Bem, você adora se sentir importante assim. Porque não a ninguem pra quem ele ligue contando os problemas. Não ha ninguem que o faça dizer que te ama bagunçando todo o seu cabelo e rindo sentado num parque em pleno sol do meio dia. Isso pra mim, ja basta. Acho o suficiente. Por esses momentos, meu bem, você me tem na mão! Que confusão!

4 comentários:

.linny disse...

uhhhhhhh que texto mas gostoso de ler.. :D

adorei o titulo, parabens.
super beijo

Lucas Diemer disse...

Descartes falou que somos pensamento. Essa idéia sempre me vem à mente quando leio algo sobre Freud e de tudo o que ele fala sobre o apetite sexual quase desenfreado. Até que ponto somos seres pensantes? Entendo o que vc quer dizer. Alguns homens são os piores homens e nunca entenderão o romantismo. Não o romantismo bobo de dar flores, levar para jantar, dar presentes ou fazer serenata. Falo aqui do romance que faz um habitar no outro, mas isso tudo é uma piada hoje em dia. Eis aí mais um título interessante. Gostaria de saber a sua explicação sobre ele. Muito bom texto!!!

Rafa (: disse...

é, eles estão nas nossas mãos! queria apenas que eu estivesse em seu coração!
amei o texto alessinha!

faz tempo que nao conversamos!
entre no msn pra falarmos mal dos homens e da vida! haha bejos

Drika disse...

noss que d++ adoreii
muito criativo e acima de tudo realista...
Parabénss...